Por Dra. Flávia Almeida

Neuropsicologia Infantil: conheça sua importância e objetivo

postado em: Neuropsicologia | 0

 

DO QUE SE TRATA A NEUROPSICOLOGIA 

A neuropsicologia é uma especialidade que nasceu da união dos conhecimentos da Neurologia e da Psicologia. Ela combina a análise detalhada do cérebro ao estudo do comportamento humano.

Para entender melhor do que se trata essa especialidade, precisamos colocar em pauta o que distingue a neuropsicologia da psicologia clínica. Apesar de as duas especialidades dividirem algumas características, elas são diferentes quanto à  finalidade e objeto de estudo. 

PSICOLOGIA CLÍNICA

No ramo da psicologia clínica, os objetos de estudo do profissional são a mente, o comportamento e o emocional. Trata de aspectos emocionais através da habilidade de escuta e percepção do psicólogo para com o paciente. O psicólogo clínico define as intervenções necessárias com base em sua abordagem teórica, considerando as características e experiências  singulares de cada paciente.

NEUROPSICOLOGIA

 A neuropsicologia, por sua vez, tem o estudo e diagnóstico baseado na avaliação das funções do cérebro, chamadas de “funções cognitivas”. Há a necessidade de investigar como tais funções estão interferindo na vida do paciente como um todo, independente da sua faixa etária.

Algumas das funções cognitivas são: 

  • Atenção;
  • Percepção;
  • Memória;
  • Linguagem;
  • Funções executivas;
  • Aprendizagem;
  • Inteligência. 

Sendo assim, o objetivo da neuropsicologia é avaliar cada uma dessas funções.

PARA QUE SERVE A NEUROPSICOLOGIA INFANTIL

A Neuropsicologia Infantil busca por alterações e danos no sistema nervoso central que podem ser a causa de dificuldades ou atrasos no desenvolvimento cognitivo de algumas crianças. 

Por meio de uma avaliação com um neuropsicólogo infantil, podemos detectar se, por exemplo, as dificuldades na capacidade de aprendizado de uma criança correspondem ao esperado para a idade, ou se podem ser sinais de algum tipo de déficit ou transtorno do neurodesenvolvimento como TDAH, autismo, dislexia, dentre outros. 

O neuropsicólogo busca descobrir, através da aplicação de testes específicos, o quanto as dificuldades da criança estão relacionadas com alguma possível lesão ou disfunção cerebral. Isso permite uma análise quantitativa e qualitativa do funcionamento do cérebro e das funções cognitivas. 

QUANDO DEVO PROCURAR UM NEUROPSICÓLOGO INFANTIL 

A procura por um profissional em neuropsicologia infantil deve ocorrer nos cenários em que existam dúvidas a respeito das dificuldades de aprendizado ou comportamentais em crianças. Além de problemas no desenvolvimento, transtornos psiquiátricos e alterações de comportamento.

Qualquer deficiência cognitiva que interfira negativamente no aprendizado, nas relações com os colegas e na rotina da criança, precisa do acompanhamento de um neuropsicólogo.

POR QUE UM NEUROPSICÓLOGO INFANTIL É ESSENCIAL

O bom desempenho das funções cognitivas de uma criança é essencial para sua capacidade de aprender – desde as atividades mais simples às mais complicadas. Para ter certeza se qualquer problema na realização dessas atividades são decorrentes ou não de uma disfunção neurológica, é de extrema importância a avaliação do neuropsicólogo.

A avaliação com um neuropsicólogo infantil também atua de forma preventiva, pois oferece diagnóstico precoce. Isso é um fator primordial para a criação de rotinas de tratamentos e orientações a fim de prevenir dificuldades ou transtornos mais sérios em outras etapas da vida da criança.

Com o diagnóstico em mãos, o médico ou o especialista que solicitou a consulta com o neuropsicólogo, indica o tratamento adequado (medicação, terapia, reabilitação), juntamente com uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde.

Por Flávia Souza de Almeida (CRP-PA  0119463) – Neuropsicóloga no Centro Médico Integrado Therezinha Melo

Precisa de um neuropsicólogo em Belém ou Ananindeua? Agende sua consulta com hora marcada!

(91) 98466-0315 (Telefone e WhatsApp)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.