Clínico Geral: saiba em quais casos este profissional pode ajudar você.

postado em: Blog | 0

Por Beatriz Lassance, para o Conversa com Especialista do Centro Médico Integrado Therezinha Melo

A Clínica Geral, Beatriz Lassance vai tirar todas as suas dúvidas sobre a atuação do clínico geral e em quais casos é essencial buscar ajuda deste profissional. O Clínico Geral deve ser o seu primeiro contato na hora de cuidar da sua saúde, antes mesmo de buscar orientações com especialistas mais específicos. Vamos entender melhor juntos? Continue a leitura e confira!

Quais sinais indicam a necessidade de realizar uma consulta com Clínico Geral?

“O médico generalista deve prover cuidados de saúde integrais, centrados na pessoa, de forma abrangente e sem observar uma área específica. Assim, o paciente pode procurar um generalista quando não tiver um diagnóstico estabelecido, para prevenir doenças, antes de iniciar uma atividade física, para realizar check-up, ou esclarecer algumas dúvidas, como o uso correto de medicamentos, por exemplo.”

O Clínico Geral pode prevenir e tratar quais doenças?

“O clínico geral é o profissional responsável por diagnosticar diversas doenças, e por encaminhar a um especialista, caso seja necessário. Dessa forma, pode tratar de doenças que não demandem intervenção cirúrgica ou que não sejam de origem obstétrica, ginecológica ou pediátrica.

Alguns exemplos: diabetes; pressão alta ou baixa, incluindo o acompanhamento; infecções de pele, intestinais, urinárias; algumas doenças de pele como micoses, dermatites, urticária; dores de cabeça; anemia; alergias; gastrite; refluxo; prescrição de vacinas;”

Quais exames um Clínico Geral pode solicitar?

“O generalista pode pedir exames laboratoriais, como sangue, urina e fezes, exames de imagem, como tomografia computadorizada, ultrassonografia, raio-x, ressonância e mamografia, entre outros. Desde que seja necessário, por isso é importante procurar um clinico antes de fazer exames por conta própria.”

Por que procurar um Clínico Geral e não um especialista?

“Um determinado sintoma pode estar relacionado a mais de um tipo de especialidade médica. Caso o paciente não tenha dimensão disso, a tendência é procurar cada um dos especialistas em separado, podendo atrasar o diagnóstico.  Como o generalista possui conhecimentos para identificar e correlacionar os sintomas, ele pode indicar a ida do paciente ao especialista. Dessa forma, diminui-se o tempo do processo de diagnóstico, partindo-se para abordagens mais precisas e conseguindo melhores resultados e maiores índices de acerto.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *